domingo, 23 de junho de 2013

GATOS E CÃES PROTEGIDOS DOS FOGOS

Os fogos são responsáveis por acidentes dos mais variados, principalmente com cães. E, em jogos, festas juninas e natalinas, são ocasiões em que os animais se perdem de seus donos. Eles se assustam facilmente e tendem a correr desorientados e sem destino. Garanta condições mínimas de segurança, evitando ambientes conturbados e barulhentos.

Os Perigos dos Fogos de Artificio
   
      - Fugas – Perdem-se e podem ser atropelados.
    - Comportamentos desesperado – Enforcam-se na própria coleira, atiram-se pelas janelas,             batem a cabeça contra paredes ou grades e podem afogar-se em piscinas.   
      -  Brincadeiras com fogos – Podem abocanhar rojões, achando que é um objeto para brincar e ficarem feridos.
       - Comportamento – Estão sujeitos a mudanças de temperamento, ficando agressivos.              - Problemas neurológicos – podem sofrer convulsões, perder audição, entre outros    problemas.

 Recomendações de Proteção


Para os Cães
     -  Abafar o som colocando cobertores em janelas, no chão ou sobre o animal.
     - Não deixar muitos cães juntos, excitados pelo barulho eles podem brigar.
-    - Distraia o animal e acostume-os com sons altos.
- - Procurar um veterinário para sedar o animal que não possa ficar dentro de casa.            Acorrentados podem acabar se enforcando com a própria corrente.  
     -  Alguns veterinários recomendam tampões nos ouvidos.
     - Calmantes naturais podem ajudar.










Para os Gatos
- Coloque no quarto com cama e armário aberto ou faça tocas com cobertores, formando abrigos confortáveis. Os gatos devem ficar todo o tempo recolhidos nesse quarto, se sentirão mais seguros.
- Colchas, colchões e cortinas nas janelas abafam estrondo dos fogos.
- Retire objetos que podem ser quebrado pelo animal.
- Se os gatos viverem soltos na rua, recolha-os com antecedência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário