sábado, 6 de setembro de 2014

PATINHAS DE PETS SÃO SENSÍVEIS AOS OBJETOS CORTANTES

Cacos de vidro podem machucar gravemente seu bichinho. Saiba como detectar e  o que fazer nessa situação 
 
É certo que teremos algumas situações pelas ruas e pelas casas que podem afetar o seu
animalzinho de estimação. Nas comemorações ou nos momentos de decepção, as ameaças aos bichinhos podem estar em garrafas e copos quebrados, cujos cacos se espalham pelo piso.

E se o seu cachorrinho acabar pisando em um desses pedaços afiados?  De acordo
com a médica veterinária do Hospital Veterinário Pró Vita Rhéa Cassuli Lima dos
Santos, os cães estão mais indefesos nesse momento. “Diferente das pessoas, os cães e
gatos não costumam proteger suas patinhas com tênis e sapatos. Eles estão mais expostos
pelo contato direto com o chão e se machucam com objetos cortantes, superfícies
quentes, substâncias químicas ou mesmo contaminação por agentes biológicos.”

O importante na opinião da especialista é prestar muita atenção com o lugar onde
o animalzinho tem acesso ou onde passeia. “Existem proteções tipo sapatinhos para eles,
mas nem todos se adaptam de primeira, então o melhor é mesmo a cautela e o cuidado”.

Detectando o problema
Caso o animalzinho venha a se machucar mesmo assim, os sinais podem ser
percebidos como o andar mancando. A dra. Rhéa aponta que se  o animalzinho estiver
com a patinha recolhida e com uma maior dificuldade para deixar o dono mexer na
perninha, é importante averiguar a extensão do machucado e a sua gravidade. E a
especialista aponta ainda: “Sangramentos difusos têm que ser tratados por um
veterinário, pois feridas abertas podem infeccionar e podem precisar de suturas. As
queimaduras, além de doer muito, também podem infeccionar.”

Primeiros Socorros
Caso o seu animalzinho venha a pisar num caco de vidro e se machucar, é muito
importante cuidar disso. Os coxins das patinhas, aquelas almofadinhas na parte inferior,
são bastante sensíveis e, além da dor, podem se tornar porta de entrada para infecções
importantes.  “A dica para os primeiros socorros é principalmente não usar produtos
como água oxigenada para a limpeza. O ideal é envolver a patinha em um pano seco e
limpo e procurar a ajuda de um médico veterinário” orienta dra. Rhéa .
______________________________________________________________
Sobre Rhéa Cassuli Lima dos Santos
Rhéa Cassuli Lima dos Santos é médica veterinária graduada pela Universidade Tuiuti do
Paraná (UTP), especialista com residência em Clínica Médica de Pequenos Animais
também pela UTP, e especializanda em Endocrinologia e Metabologia de Cães e Gatos pela
Associação Nacional de Clínicos de Pequenos Animais de São Paulo.

Sobre o Hospital Veterinário Pró Vita
O Hospital Veterinário Pró Vita conta com profissionais qualificados e especialistas
em diversas áreas para garantir o melhor atendimento, além de uma estrutura completa
para internamento dos animais. Os bichinhos são supervisionados 24 horas por dia por
profissionais preparados, que monitoram sua condição constantemente, e estão prontos
para intervir com agilidade e precisão!
O HV Pró Vita conta, também, com o Centro de Imunização, novo espaço localizado no
próprio hospital dedicado para as aplicações de vacinas e também para o armazenamento
delas. O Centro de Imunização é uma iniciativa em parceria com o fornecedor de vacinas
Merial, através do Sistema de Imunização Merial (SIM),oferecendo maior controle e
garantia da qualidade das vacinas utilizadas. Inovação, tecnologia e qualidade para os
pacientes.
Outro diferencial do Pró Vita é um espaço só para os felinos, com consultório especial e
sala de internamento só para gatos, reduzindo, assim, o estresse dos felinos em um
ambiente estranho, e diminuindo o contato com a presença de cães no mesmo ambiente.

O Hospital Veterinário Pró Vita fica situado à:
Rua Victório Viezzer, 209 – Vista Alegre
Telefone: (41) 3024-0816
Facebook: https://www.facebook.com/HospitalVeterinarioProVita

Fonte: Assessoria de Imprensa kakoi Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário