segunda-feira, 17 de novembro de 2014

ASCENSÃO DOS FELINOS



Merial Pet* alerta para a importância da vacinação também em felinos

Os felinos vêm cativando cada vez mais as pessoas, mas, apesar de mais independentes que os cães, também precisam de cuidados específicos. Dentre eles, destaca-se a vacinação anual a qual assegura proteção contra doenças graves, como: rinotraqueíte viral felina, calicivirose, clamidiose e panleucopenia.

Na Europa e Estados Unidos, os gatos já disputam o posto de pet mais popular com os cães. O Brasil, aos poucos, começa a acompanhar esta tendência. Embora menor, o mercado brasileiro de felinos vem ganhando espaço a cada ano. Atualmente, são 37,1 milhões de cães em comparação com uma população crescente de 21,3 milhões de gatos, de acordo com o último levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

“Com as grandes concentrações nos centros urbanos e o surgimento de residências menores, a atenção das pessoas se voltou para os gatos. Eles não precisam de grandes espaços e se adaptam com facilidade a qualquer ambiente. Apesar de tão independentes, os gatos também necessitam de cuidados e proteção especial assim como os demais pets”, explica a veterinária Fabiana Grecco, gerente de animais de companhia da Merial Pet.

As funções respiratória e renal são algumas das mais afetadas no que diz respeito às doenças de maior frequência nesta espécie  e, portanto, devem estar sempre no foco de quem possui um gato de estimação em casa”, alerta Fabiana. Os tratos urinário e gastrointestinal dos felinos também são propensos a algumas complicações bastante comuns. A cistite, doença que consiste na inflamação da bexiga, e a doença renal crônica são alguns exemplos. 

Principais doenças em felinos
Dentre o problemas respiratórios mais comuns estão a rinotraqueíte viral felina, cujas principais manifestações são espirros, febre, rinite e salivação; e a calicivirose, doença caracterizada por tosse, espirros e corrimentos nasais. Um importante aspecto desta condição é o aparecimento de úlceras na língua, céu da boca e focinho do animal.
A clamidiose, por sua vez, é uma infecção que afeta tanto o trato respiratório quanto ocular dos gatos, provocando sintomas como os da conjuntivite e da rinite. Já, a panleucopenia, também conhecida como “parvovirose felina” é causada por um vírus bastante resistente transmitido pelas fezes de um animal infectado. Seus sinais mais frequentes são a falta de apetite, apatia, febre, vômitos, diarreia e desidratação.

*Merial é uma empresa líder mundial em saúde animal voltada para a inovação, fornecendo uma gama completa de produtos para melhorar a saúde, o bem-estar e o desempenho de várias espécies de animais. Merial é uma empresa Sanofi. Para mais informações, consulte www.merial.com.br

Contato Imprensa – Texto Comunicação Corporativa
Jornalista Responsável – Altair Albuquerque
Coordenador de Atendimento – Fabricio Trevisan
Atendimento – Juliana Villa Real e Dâmaris Dellova



Nenhum comentário:

Postar um comentário