segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

PERIQUITOS AUSTRALIANOS

Ave de estimação conhecida e criada no munto inteiro

Essas aves são conhecidas desde 1805, porém os primeiros estudos datam de 1840 quando o naturalista inglês John Goul levou alguns exemplares para a Inglaterra, expandindo-se para o mundo inteiro. Melopsittacus Undulatus é o nome científico do periquito que tem sua origem na Austrália, onde vive em matas abertas e campos, perto de córregos. A cor nativa desta ave é o verde-claro com cabeça amarelada, mais podemos encontrar cerca de 200 variações de cores.

A reprodução e manutenção do periquito é muito fácil, após escolher o casal, observe que o macho tem as carúnculas (narinas) azul brilhante e as fêmeas elas tem marrons, junte-os em uma gaiola de arame (tamanho de 70cmX40cmX40cm) com um ninho tipo caixa com 25cmX15cmX15cm. A postura é de 4 a 8 ovos em média e o período de incubação de 18 dias. Os filhotes ficam juntos aos pais durante os primeiros 40 dias, quando já estarão comendo sozinhos. A alimentação ´deve ser baseada em alpiste e painço misturados com outras sementes, além de frutas,legumes e farinhadas especificas.

Após diversas experiências, algumas nem tanto agradáveis, como a de não separar os filhotes no momento certo (40 dias aproximadamente), os pais passam a machucar eles evando-os até a morte. Aprendi que eles gostam muito de milho verde e folhas verdes como acelga, espinafre, chicória, exceto alface que pode causar infecção intestinal. Os periquitos aprendem pequenos truques desde que você tenha persistência e paciência para ensiná-los, os mesmos podem chegar até a falar, Nunca tentei ensinar os meus, sei que eles adoram brinquedos pendurados na gaiola, acredito que devido a seu temperamento brincalhão e sua alegria incessante. 

Ganhei meu primeiro casal de periquitos do meu pai, era um macho verde escuro e uma fêmea azul cobalto, dentro de uma gaiola enorme de madeira e arame. Esse casal reproduzia de seis a oito filhotes e cuidava muito bem deles, devido a quantidade de pássaros, minha mãe que adora as aves me deu um grande viveiro de tela de arame com um formato de casa, essa foi a minha primeira etapa na criação de periquitos australiano.

Os periquitos sempre chamaram minha atenção, o colorido e a fácil reprodução os tornavam o meu pássaro preferido. Início dos anos 90 comecei uma criação do periquito padrão inglês e apesar de cuidados simples, não tinha um bom local para criá-los. Alguns casais e logo estavam reproduzindo, a população crescendo e o espaço não os comportavam. Assim interrompia mais uma vez a minha criação, só voltando a criar quatro anos mais tarde em 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário