SPC Brasil promove Pet Day com recreação e feira de adoção

Colaboradores poderão levar seus pets para um dia de integração e diversão.
Para quem está à procura de um melhor amigo, também será possível realizar uma adoção por meio de uma parceria com a ONG “Cães do Mundo da Lua”
SPC Brasil
Filhotes de Terrier Brasileiro - Foto: Eduardo Guimarães















A rotina dos colaboradores do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em São Paulo, vai mudar e para melhor na próxima sexta-feira, (6/12).
Será a primeira edição do “SPC Pet Day”, uma iniciativa da diretoria de RH, em acordo com os colaborares. Para que o evento seja um sucesso, foi preparado um espaço especial para receber mais de 30 cães e gatos, com atividades de integração e diversão.
Os pets serão recebidos com crachás personalizados, bandanas e terão à disposição estandes com alimentação e brinquedos que poderão ser adquiridos pelos seus tutores.
A equipe do “Pet In Company”, especializada em adestramento e recreação, estará à disposição para cuidar e entreter os pets durante o evento. A intenção da empresa é permitir ao funcionário um dia em que ele possa estar ao lado do seu companheiro durante suas atividades de trabalho, promovendo assim uma integração com os colegas de forma leve e agradável.
Para quem quiser se familiarizar com o universo pet, serão ministradas palestras sobre o tema durante o dia na sede da empresa.
O evento terá parceria da ONG “Cães do Mundo da Lua”, que promoverá no local uma feirinha de adoção. O profissional que optar por levar um pet para o lar, terá o benefício da “Licença Peternidade”, de oito horas, para adaptação do novo amigo no ambiente familiar.
Para fechar o evento, haverá uma Cãominhada entre os colaboradores e seus pets, pelas ruas do bairro, programada para às 15h.
Regras são importantes
Para que tudo corra bem, existem algumas restrições para as visitas dos pets. Os funcionários foram orientados a trazer apenas animais vacinados, vermifugados e que tenham um perfil dócil na companhia de estranhos. Para respeitar os colaboradores alérgicos ou que não tenham familiaridade com bichanos e cachorros, os pets ficarão em uma área especial do edifício com estações de trabalho no local.
A iniciativa, além de alegrar as estações de trabalho, servirá para reforçar valores cultivados pelo SPC, que incluem o respeito aos animais, a preservação do meio ambiente e o engajamento por um mundo mais sustentável.
Estudo comprova benefícios dos pets na vida pessoal e profissional
Dados de uma recente pesquisa realizada pelo Hospital Veterinário Banfield, nos Estados Unidos, comprovam que a presença de pets no ambiente de trabalho estimula a integração, motiva equipes, ajuda no equilíbrio entre vida pessoal e profissional, além de reduzir picos de stress.
O estudo, que contou com mil funcionários e 200 líderes da área de Recursos Humanos, mostra que 93% dos entrevistados acreditam que a presença dos animais em suas estações de trabalho gera maior motivação e redução nos níveis de estresse. Para 91% seus companheiros peludos ajudam a equilibrar as pressões prazeres a vida doméstica e profissional.
Pesquisa* conduzida pela One Poll e encomendada pela Mars Petcare, líder global de alimentos e cuidados voltados aos animais de estimação, concluiu que muitas pessoas se sentiriam mais felizes e confiantes com a presença de seus pets no ambiente de trabalho.
Os resultados mostraram que 59% dos entrevistados afirmaram que escolheriam uma empresa para trabalhar pelo fato dela possuir escritórios “petfriendly”, além de mais de 50% dos entrevistados relatarem que gostariam de ter a possibilidade de levar seus pets para o local de trabalho, afirmando que o fariam pelo menos uma vez na semana.

Olhando para a perspectiva do empregador, que estão sempre à procura de novos profissionais e, principalmente, buscam manter os talentos em suas empresas, a pesquisa mostra que abrir os escritórios para a entrada de animais é uma solução para a rotatividade que muitas empresas enfrentam. Dos empregadores ouvidos, 87% dizem conseguir reter e atrair mais talentos por serem “petfriendly”.Isso porque além de sanar uma crescente necessidade de grande parte dos profissionais de estarem mais próximos dos seus pets, isso ajuda a diminuir as preocupações com eles, quando são deixados em casa.50% dos profissionais entrevistados relataram preocupar-se com o pet sozinho em casa enquanto trabalham e as principais preocupações concentram-se nas necessidades básicas: mais de 30% se preocupa com o fato de o pet precisar passear, enquanto 35% se preocupam com o fato dele estar com fome ou sede.

Para aqueles que já são capazes de levar seu pet para o trabalho, mais de 40% relatam que aproveitam melhor o tempo ao lado do seu peludo tendo-o ao seu lado.
*A pesquisa aconteceu nos Estados Unidos, com uma amostra de 1.000 profissionais e 2.000.

- SPC Brasil - Há 60 anos no mercado, o SPC Brasil possui um dos mais completos bancos de dados da América Latina, com informações de crédito de pessoas físicas e jurídicas. É a plataforma de inovação do Sistema CNDL para apoiar empresas em conhecimento e inteligência para crédito, identidade digital e soluções de negócios.

Por Roberta Castro
roberta.castro@inpresspni.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário