quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Presença de Animais de Estimação na Escola

A Presença de animais de estimação facilita a

 transição de crianças para uma nova escola

Presença de pets nas escolas também aprimora o aprendizado em crianças.

Todos os anos, mais de 7 milhões de crianças mudam de escola, o que pode ser uma experiência angustiante e solitária. Estudos realizados pelo Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal WALTHAM®, parte da Mars Petcare, comprovam que o contato com pets é cada vez mais positivo para o bem-estar das pessoas e que eles desempenham um papel importante na vida das crianças, ajudando-as, inclusive, a serem mais saudáveis, criar senso de responsabilidade, estreitar laços de amizade e desenvolver empatia.
Sabendo disso, a Mars Petcare firmou parceria com duas escolas dos Estados Unidos (Steindorf Steam School, em San Jose/Califórnia, e também com a Chelsea Academy, em Front Royal/Virgínia) para comprovar como os pets podem contribuir e facilitar a transição de crianças para uma nova escola. Os resultados foram incríveis e destacam o poder dos animais de estimação para reduzir o estresse, aliviar sentimentos de ansiedade social e ajudar as crianças a se conectarem com os novos colegas estudantes. O Vice Presidente de Marketing da Mars Petcare nos Estados Unidos, Craig Neely, reforça  que “as habilidades dos animais de estimação e o impacto positivo que eles têm em nossas vidas são notáveis e, no caso desta parceria, ajudando a tornar os primeiros dias em uma nova escola menos estressante e intimidante para uma criança".

Na Steindorf Steam School, o aluno Etienne contou com a presença do seu cachorro Milo. Já na Chelsea Academy, o aluno Nate foi acompanhado pelo seu cão Buddy durante seu primeiro dia de aula. "Uma grande reviravolta como mudar de escola pode ser um enorme desafio para as crianças e afetar seu desempenho estudantil e bem-estar emocional", destaca Bernardine Clark, Diretora da escola Chelsea Academy. "Adoramos a idéia de receber os cães de nossos novos alunos em seus primeiros dias para ajudar a tornar a transição o mais tranquila possível."
Antes de seu primeiro dia na nova escola, Etienne, do sexto ano na Steindorf Steam School, ficou apreensivo. "Eu estava me sentindo muito nervoso e achei que todo mundo ia tirar sarro de mim porque eu era uma pessoa nova na escola." Como o cão Milo estava lá, Etienne relatou que se sentiu mais seguro e confortável. "Milo às vezes lambia a minha mão, me dizendo que ele está sempre lá para mim", ressaltou ele.
Essas duas histórias reais podem ser conhecidas em www.cesar.com/firstdayfriends, onde também estão disponíveis dicas para pais, professores e diretores interessados em aprender mais sobre como trazer os benefícios dos animais de estimação para sua própria escola. Também disponível no Youtube em:
Steindorf School (Etienne & Milo): https://www.youtube.com/watch?v=ic0o-G5atwg 

Animais de estimação na sala de aula: aprimoramento do aprendizado para crianças
Nos últimos anos, escolas começaram a empregar programas de educação assistidos por animais, cujo objetivo é melhorar as habilidades motoras do aluno, sua comunicação e habilidade de leitura, ao mesmo tempo que se valem dos efeitos calmantes e motivadores que os animais podem proporcionar. Estudos sobre os benefícios educacionais de incluir animais em salas de aula descobriram que crianças em idade pré-escolar têm maior probabilidade de acatar instruções e executar determinadas tarefas de habilidades motoras (por exemplo, concluir um percurso com obstáculos) mais rapidamente, mas sem sacrificar a precisão, quando estão na presença de um cachorro. A presença de um cão também vem sendo associada a um melhor desempenho em tarefas cognitivas (por exemplo, fazer a correspondência entre imagens relacionadas). Melhoras na comunicação entre os alunos e entre professor e alunos, redução dos comportamentos extremos (como agressão) e aumento da atenção no professor também foram relatados quando há cachorros presentes na sala de aula.
Programas de leitura: uma variedade de programas também foi introduzida com o objetivo de melhorar as habilidades de leitura dos alunos, proporcionando a eles oportunidades de ler em voz alta para os cães. A argumentação para esses programas é que a presença de um cachorro pode reduzir a ansiedade da criança quanto à leitura e à leitura em voz alta, já que o cachorro atua como um público que não é crítico, nem emite julgamentos à prática de leitura da criança.
Educação especial: a educação especial, em particular, se valeu dos efeitos calmantes dos animais para reduzir os comportamentos tumultuantes na sala de aula. Há um consenso geral de que a presença de animais pode reduzir as explosões emocionais, a agressão e outros comportamentos indesejados. Pesquisadores da área acreditam que, além de reduzir o estresse e a ansiedade, os animais podem ajudar as crianças a concentrar a atenção, ou podem proporcionar algum tipo de motivação de aprender e ser bem-sucedido em uma tarefa. Devido à prevalência do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) em alguns países, descobertas relacionadas a melhorias na atenção e foco podem ter um significado especial para o desenvolvimento de futuros programas educacionais para crianças com esse problema.
Fotos cedidas In Press 
Por Giovanna Russo
Consultora de Comunicação In Press 

Nenhum comentário:

Postar um comentário